Como nova criação do primeiro semestre de 2021 levámos a cabo o projeto “Raia”, dirigido por Ana Vitorino em cocriação com Inês de Carvalho, e que nos levou a territórios raianos a Norte para
“Scroll” é um inovador projeto que cruza artes performativas e novas tecnologias, e que questiona o próprio conceito e os limites do teatro (e o que significa ser espectador) num tempo marcado pela
design: João Martins / entropiadesign Há um mistério pelas ruas de Campanhã ... venha resolvê-lo! "Locus Logro", a primeiracriação do Visões Úteisem 2016, propôs uma deambulação pela memória dos
design: João Martins / entropiadesign "Biométricos”, a primeira criação original do Visões Úteis em 2014, integrou a programação do "Serralves em Festa" 2014, em coprodução com a Fundação de Serralves
“Subir aquele rio era como viajar até aos primórdios do mundo. Um rio deserto, um enorme silêncio, uma floresta impenetrável. Nenhuma alegria no brilho do sol.” O Resto do Mundo é a segunda produção
“Dove ti trovi?” Faz de conta que isto é um jogo. Esta cidade construi-a eu. Só eu sei como se chama. Tu andas por onde eu te disser. Quando chegares ao fim, descobres onde estás. Um audiowalk em
“Uma companhia sonora para caminhantes solitários.” Há uma mulher que parece estar a seguir as pistas. A registá-las e a ouvi-las, uma e outra vez. A agarrar-se a elas como um náufrago a uma prancha
Sobre os audiowalks Um audiowalk é um passeio sonoro. Um guia áudio que conduz o ouvinte por um determinado percurso. No caso dos audiowalks do Visões Úteis, o percurso é desenhado pela cidade– o