Criações

Cidades de Bronze

"Cidades de Bronze" é a nova criação do Visões Úteis para o espaço público da cidade do Porto. Com estreia prevista para maio de 2023, na Praça da República, tem direção de Carlos Costa e Jorge Palinhos - que repetem um modelo de colaboração já experimentado em 2022 com "O Grande Museu da Consciência de Elon Musk".

Algo anda a assombrar as ruas do Porto. Fantasmas, talvez, mas feitos de pedra. Escondidos em recantos de praças, no meio de ruas e avenidas, há rostos em bronze que nos observam e nos interpelam. São as estátuas que geração após geração vão povoando a cidade, na ansiedade de registar no tecido frágil do tempo os homens, as mulheres e as ideias que se acredita que poderão fixar eternamente o passado e o futuro do que é ser humano.

Cidades de Bronze” é ao mesmo tempo um espetáculo e uma performance, uma gala e uma escavação arqueológica, que procura desenterrar e interrogar as estátuas que há e que houve na cidade, escavando os sentidos e ideias que cada um destes seres frágeis e eternos trazem para a sociedade de hoje e de amanhã.

Para a concretização desta nossa "Cidade de Bronze", e numa colaboração próxima com a Câmara Municipal do Porto, pretende-se envolver uma estátua ["República'', de Bruno Marques, no Jardim de Teófilo Braga, Praça da República] num dispositivo cénico, dentro da qual decorrerão atividades que promovam o confronto do público com o passado, incentivando a projeção do futuro.

A intervenção pretende fomentar o pensamento crítico sobre as estátuas, nos seus aspetos culturais, históricos, simbólicos e estéticos, mas também sobre a relação afetiva e cognitiva que os espectadores estabelecem com elas, entre a familiaridade, a indiferença e o desconhecimento.

direção e texto Carlos Costa, Jorge Palinhos cenografia, adereços, figurinos Inês de Carvalho direção musical e canções (letra e música) João Martins banda sonora original e música ao vivo ohmalone (João Martins, João Tiago Fernandes, José Miguel Pinto) interpretação Matilde Cancelliere (Galateia), Sofia Santos Silva (Kore) e Marta Lima (Escultora e Representante da Agência do Futuro) autorretrato Carmo Azeredo escultura Marta Lim posters Ana Lídia Pereira, Ana Raquel Silva, Ana Rita Araújo, Ana Teresa Caldeira, Beatriz Alexandra Meireles, Beatriz Portela, Eliana Catarina Pereira, Elisabete Matyash, Gabriela Chinchilla, Joana Maria Iglésias, Mafalda Miranda, Maria Beatriz Fontes, Natacha Sampaio, Raquel Sousa, Sara Oriana Barreto, alunas da unidade curricular de “Práticas de Modelação”, da Licenciatura em  Artes Plásticas da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto fotografias de Utentes dos Albergues Noturnos do Porto Sara Allen oficinas nos Albergues Noturnos do Porto Carlota Castro, João Martins, Marta Lima utentes dos Albergues Noturnos do Porto Alessandro Silva, Ana Maria Silva, António Martins, Carlos Quintas, César Cunha, Helena Carvalho, Isabel Cardoso, Jorge Anjos, Liliana Novo, Nair Ramos, Rui Guimarães, Vitor Pereira, Viviana Ferreira design de comunicação, fotografia, vídeo Sara Allen curadoria da exposição nos Albergues Noturnos do Porto Alice Prata, Carlota Castro estagiária de investigação Ana Isabel Matias assessoria artística e de comunicação Carlota Castro coordenação de produção Alice Prata produção executiva Pedro Cadilhe contabilidade Helena Madeira parcerias Albergues Noturnos do Porto, ARRIMO, Escola Profissional de Arqueologia do Freixo, Escola Superior Artística do Porto, Exército Português, Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto apoio Câmara Municipal do Porto produção Visões Úteis agradecimentos Ágatha Miranda, Bruno Marques, Jorge Sobrado, MIRA Artes Performativas, Nuno Faria, Pedro Marques, Rui Ferro