© Alexandre Fernandes / Teatro Municipal do Porto “RAIA – ARK” é uma performance em forma de “palestra”, desenvolvida a partir de um projeto de investigação em territórios raianos, e de um mapeamento
"Um Artista da Fome - Peça para Chamada de Voz" foi uma resposta simultânea ao confinamento decretado pela pandemia e ao apelo do Between the Seas: Mediterranean Performance Lab e do Espaço 1927, em
Validade um filme de Sara Allen e Alexandra Allen sobre o projeto "Validade", criação a três anos (2018-2020) que abordou o tema da Sustentabilidade através das práticas artísticas, envolvendo três
"Versão Beta" é a nossa criação original para palco no segundo semestre de 2021. O espetáculo, uma coprodução com o Teatro Académico de Gil Vicente, tem texto, direção e interpretação de Carlos Costa
"Little B", uma coprodução com o Teatro Municipal do Porto, o Teatro Académico Gil Vcente em Coimbra e o Teatro Diogo Bernardes de Ponte de Lima, é um espetáculo de teatro criado e interpretado por
“Scroll” é um inovador projeto que cruza artes performativas e novas tecnologias, e que questiona o próprio conceito e os limites do teatro (e o que significa ser espectador) num tempo marcado pela
design: Teatro Nacional São João "É uma armadilha. Digam-me que percebem que é uma armadilha, que percebem a minha responsabilidade, que não posso deixar isto para quem vier depois de mim!"