“Lembras-te Claire?Nós as duas… debaixo da árvore… os pés ao Sol?Lembras-te Claire?” Lembramo-nos muito bem! Porque foi o primeiro trabalho do Visões. Porque foi difícil. Porque era Genet. Porque
“No fundo da alma, bem lá no fundo do Subterrâneo, rimo-nos do sofrimento.O que não nos impede de sermos desgraçadamente infelizes.” Em S. Bento da Vitória, bem no fundo do Mosteiro, ao lado do poço
“Os dois pioneiros do comércio e do progresso passavam dias a olhar o vazio. O rio corria calmo debaixo do sol vibrante. E a toda a volta, a imensa floresta, plena de vida, estendia-se no eloquente
“E enquanto corto a cebola penso num final feliz; um final em que não morra tanta gente.” “O Anzol” é a segunda incursão do Visões Úteis na obra da dramaturga catalã Gemma Rodríguez. A peça mostra um