"Mas como é que nós vamos arranjar dinheiro para comprar salsichas? Temos alguma coisa que os alemães queiram?" Sinopse Numa espécie de enclave territorial, um estranho grupo de personagens decide
"E é aqui que começamos a perguntar: se perdermos o controlo e nos espatifarmos lá em baixo, como é que estar dobrado para a frente com as mãos sobre a cabeça me vai salvar a vida? E se isto não me
"O tempo muda, foge. Morre e volta a ser. Aperto as mãos, respiro devagar. Esqueço tudo, volto a lembrar. O resto... não pára de acontecer." "O Vento" émais do que um espectáculo, é um evento
“E é sobre este mar iluminado que a multidão se lança, cantando. Num salto de fé!” “A Comissão” reflecte de forma divertida acerca dos mecanismos de decisão política e económica em Portugal e na
“Isto é uma nova espécie de socialismo. É o socialismo para os ricos. Para os outros está tudo na mesma. Só para os bancos é que há socialismo. O resto do pessoal continua tão à rasca como dantes. E é
“E os adúlteros e as adúlteras que, neste preciso momento, levam a cabo o seu trabalho febril (...) criam uma rede na qual se apoia o resto das contradições que moldam a realidade. A mim, a todos nós
“Meu filho, porque estás tu a tremer? Pai, o Rei dos Elfos, não o estás a ver? O Rei dos Elfos de cauda e coroa? Meu filho, é só o nevoeiro que voa.” “Muna” é um projecto que parte de uma mesma
“Um homem tosse. Tosse uma tosse seca, de mil anos de tabaco nos pulmões.” A tensão criada pelo espaço claustrofóbico dos escritórios de uma empresa, tendo como pano de fundo os processos de
“Não é medo. É precaução. Ter cuidado. Nunca cheguei atrasada, nunca caí de um escadote, nunca escorreguei da banheira. Nunca morri. Uma vez torci um pé, mas mesmo assim cheguei a horas porque já
“... Raios te partam! Sempre a atravessar-se no meu caminho, o palerma! São capazes de me dizer como é que um sujeito de trinta e poucos anos, ou seja eu, vive com um instrumento que tudo o que faz é