Segunda, 23 Outubro 2017 18:35

Simpósio "Porous Borders" - Balanço

Escrito por  Visões Úteis
Classifique este artigo
(0 votos)

"Porous Borders" Apresentação Inês de CarvalhoFoto: Chase Angier

 

No passado dia 13 de outubro, Inês de Carvalho esteve em Praga, para apresentar o projeto “Reclaim the Future / Exige o Futuro" no simpósio "Porous Borders – entre conceito e experiência: novos métodos em curadoria e ideias inspiradoras que conduzem à criação de fortes experiências participativas".

No âmbito das celebrações do 50º Aniversário da Quadrienal de Praga, o simpósio Porous Borders dedicou-se a uma reflexão inspirada na ideia de fronteira e de porosidade. Considerando o conceito de “fronteira” – configurada como real ou ficcional, política ou cultural, conceptual ou concreta – como mote para uma conversa sobre como os desenvolvimentos locais e globais criam tensões ao mesmo tempo que levantam questões sobre identidades e valores - identidade pessoal, a identidade de toda uma sociedade -, e como estes conceitos influenciam o trabalho do design para performance.

Foi, assim, uma excelente oportunidade para partilhar com a comunidade internacional um exemplo de curadoria no âmbito das práticas artísticas portuguesas, com uma apresentação intitulada "Reclaim theFuture - (re)connecting at the edge of Now / Exige o Futuro – (re)conexão na orla do Presente”. Implementado em Campanhã, uma zona periférica do Porto, Portugal, país geograficamente periférico à Europa, “Exige o Futuro” centra-se nos temas: identidade, mobilidade, acessibilidade à cultura, cruzamentos e (re)ligações de linhas - visíveis e invisíveis -, que criam fronteiras mas também pontes. Temas estes que dialogam já dinamicamente com os temas propostos pelo Porous Borders.

O simpósio contou com a participação de mais de 200 cenógrafos, curadores, investigadores das muitas áreas cruzadas pelas artes performativas de mais de 50 países de todo o mundo. Um contexto adequado para se falar de processos colaborativos que atravessam países, os desafios que surgem pelos caminhos e o retorno da criação internacional.

Este evento teve lugar no contexto de preparação do projecto da PQ19 – ‘Prague Quadrennial of Performance Design and Space’-, a maior exposição e festival internacional dedicado à cenografia e design para performance e arquitectura – que entende a performance design como lugar colaborativo onde artistas de diferentes disciplinas se misturam, dissolvendo linhas, separações e categorias, na procura de novas abordagens e visões. Como forma de arte que se centra na criação de ambientes activos ou activados pela performance, o design pode-se tornar uma missão, questão, argumento, ameaça, uma resolução ou um agente para a transformação.

Pela voz da sua directora artística Marketa Fantová e pela equipa de curadores que reuniu foi anunciada a tríade temática da próxima edição: IMAGINATION / TRANSFORMATION / MEMORY, que fará a PQ regressar ao emblemático Industrial Palace.

Última modificação em Segunda, 23 Outubro 2017 23:26

Artigos relacionados (por etiqueta)

voltar ao início