Visões Úteis

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Home Financiamento Mostrar artigos por etiqueta: 2012
Tudo o que queria saber sobre o financiamento da actividade do Visões Úteis
Terça, 02 Outubro 2012 16:17

"ADÚLTEROS DESORIENTADOS" voltam a pecar!

Depois de algum tempo de discrição, os nossos "Adúlteros Desorientados" voltam este mês ao ataque! Nesta adaptação de "Cuentos de Adúlteros Desorientados", de Juan José Millás, um adúltero apanhado em flagrante confessa-se, desculpa-se e explica ao seu público como o adultério pode ser uma autêntica "vocação", cheia de encantos, perigos, devaneios e frustrações.

As apresentações deste mês começam já na próxima semana no Porto, na Cafetaria da Fábrica Social/Fundação José Rodrigues, agora com a nova identidade de O Piquenique. Seguem-se o Cine-Teatro de Benavente e o Centro Cultural de Paredes de Coura.

PORTO: Fábrica Social / Fundação José Rodrigues - Cafetaria O Piquenique
Rua da Fábrica Social s/n, 4000-201 Porto

Data: 11 de outubro (5ª)
Horário: 20h

BENAVENTE: Cine-Teatro
Praça da República, 2130-037 Benavente
Data: 12 de outubro (6ª)
Horário: 21h30

PAREDES DE COURA: Centro Cultural (Bar)
Avenida Cónego Bernardo Chousal, 4940-520 Paredes de Coura
Data: 26 de outubro (6ª)
Horário: 21h30

Publicado em Novidades
Segunda, 16 Julho 2012 16:38

Nióbio

"Mas como é que nós vamos arranjar dinheiro para comprar salsichas? Temos alguma coisa que os alemães queiram?"



Sinopse

Numa espécie de enclave territorial, um estranho grupo de personagens decide separar-se do seu país natal e proclamar a independência de um novo Estado. A nova micro-nação, Nióbio, é constituída por três habitantes, uma banda e uma lagosta. E a banda nem sequer está completa…

Para que uma nação seja uma nação a sério tem de ter História, leis e linguagem próprias, e se nada disso existir pode criar-se rapidamente. O novo povo de Nióbio vai implementar todos os procedimentos necessários à validação do recém-país, desde a escolha dos símbolos nacionais, à relação diplomática com as organizações internacionais, passando pelas estratégias de sustentabilidade a longo prazo. Mas, apesar de todo o empenho dos seus fundadores (e únicos cidadãos), a nação de Nióbio não parece ter grandes hipóteses de futuro. Talvez porque não consegue deixar de replicar os erros que ditaram a degeneração da nação mãe.

A única salvação pode ser firmar uma aliança estratégica, formalizada através de um casamento de conveniência. Uma ótima oportunidade para exibir toda a glória niobiana, através da organização de um grande evento social e cultural. E, claro, tem de haver banquete. Nem que seja à custa do sacrifício da lagosta, único animal do país e símbolo nacional.

 

Soluções radicais, patrimoniais, políticas. Qual crise, qual quê! Os niobianos sabem como resolver, sem sacrifícios escusados nem aborrecidas negociações com a troyka. Como uma nova ilha da utopia. Tem o nosso país políticos corruptos e promiscuidades várias? A dívida portuguesa parece uma rosca-sem-fim e os nossos políticos promovem uma cultura da pobreza, seriamente aborrecida, com cortes de toda a ordem? Os niobianos encontram soluções criativas.
Basta-nos ser espectadores atentos e seguir os seus destinos com a dedicação de quem segue uma novela televisiva ou vê uma peça vicentina cheia de risos e de castigados lusos costumes.”

José Alberto Ferreira



NIÓBIO
41.ª criação Visões Úteis

texto e direção
Ana Vitorino, Carlos Costa

cenografia e figurinos
Inês de Carvalho

banda sonora original e sonoplastia
João Martins

desenho de luz
José Carlos Coelho

co-criação
Ana Azevedo

interpretação
Ana Azevedo, Ana Vitorino, Carlos Costa, Pedro Carreira e ainda João Martins

fotografia
Paulo Pimenta

grafismo
Manufactura Independente

coordenação técnica
Luís Ribeiro

produção executiva
Marina Freitas

assistência de produção
Helena Madeira

co-produção
Visões Úteis / Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura

duração aproximada
90 minutos

classificação etária
M/16 anos

 

"Nióbio" estreou a 7 de junho de 2012 no Centro Cultural Vila Flôr (Guimarães), numa co-produção com Guimarães 2012 - Capital Europeia da Cultura. Ainda em junho o espetáculo apresentou-se em Coimbra (Teatro Académico de Gil Vicente), Porto (Teatro do Campo Alegre) e Aveiro (Estúdio Performas). 

Publicado em Espectáculos
Segunda, 09 Julho 2012 16:12

Visões em julho

Terminada a digressão de estreia da nova criação "NIÓBIO", julho é um mês dedicado ao encerramento das atividades do nosso Serviço Educativo.

No início do mês voltámos a visitar a Universidade do Autodidata e da Terceira Idade do Porto (UATIP), no âmbito da nossa colaboração regular com esta instituição, integrando a programação da sua Semana Cultural. Exibimos a curta-metragem "Viagens com Alma-Audiowalks" de Michele Putortì, que os alunos puderam debater o filme à luz do nosso convite para, em julho do ano passado, experimentarem dois dos audio-walks deste projeto, em Cête e Paço de Sousa.

Terminámos também as aulas de teatro que o Serviço Educativo do Visões Úteis tem vindo a promover com um grupo de utentes do Centro Comunitário São Cirilo chegam este mês ao fim. As aulas, de frequência quinzenal, tiveram início em outubro passado e foram dirigidas por Ana Azevedo.

Desde o início de março, o Visões Úteis desenvolveu ainda, em colaboração com a Junta de Freguesia de Santo Ildefonso, um curso de Performance em Comunidade com a população sénior desta (que é a nossa) freguesia. O curso, dirigido por Carlos Costa, pretendeu contribuir para uma transformação positiva dos mundos dos participantes, reforçando poder, autonomia e auto-estima, pelo que a metodologia de trabalho assumiu principalmente a valorização do processo criativo e da autoria partilhada, tendo a atividade, neste sentido, uma importante dimensão política. No encerramento do curso, convidámos os participantes para uma sessão especial nas nossas instalações na Fábrica Social no passado dia 6, onde apresentaram os resultados desta experiência. Uma sessão organizada em torno dos diversos materiais (situações, textos, imagens) que os participantes foram produzindo ao longo destes 4 meses, cruzados com alguns excertos de "Rei Lear" de Shakespeare.

Finalmente, este é também o mês em que termina o Curso de Teatro dirigido por Ana Azevedo e que anualmente disponibilizamos nas nossas instalações. A turma de 2011/2012 prepara-se agora para apresentar ao público geral um trabalho final construído com base na metodologia de criação habitual do Visões Úteis. O exercício, intitulado "Na Companhia de UM", será apresentado na Fábrica Social no dia 13 de julho (6ªf) às 21h30. Os livros, a leitura e a partilha dos gostos literários pessoais de cada aluno, foram o ponto de partida deste exercício, cujo guião foi construído a partir do material recolhido em improvisações e coligido pelos próprios alunos.

E, como já vem sendo costume, antes de partirmos para férias depedimo-nos de amigos, colegas e colaboradores com um convívio no terraço do nosso espaço na Fábrica Social. É logo a seguir ao exercício final dos alunos do Curso de Teatro, ou seja, no dia 13 de julho (6ª) a partir das 22h30.
 

Bom verão a todos!

Publicado em Novidades
Segunda, 04 Junho 2012 23:09

"NIÓBIO" - Estreia Absoluta!

 

"Quem é que vocês acham que nos vai tentar invadir primeiro?"

 

"Nióbio" Foto de Paulo Pimenta


                                                                                                                                   foto de Paulo Pimenta         

 

Um estranho grupo de personagens separa-se do seu país e proclama a independência de uma nova nação: Nióbio! Mas o povo (três pessoas, uma banda e uma lagosta) acaba por replicar os erros que arruinaram a nação mãe. O futuro é sombrio…

A orgulhosa nova nação de "NIÓBIO" vai declarar a sua independência do opressor Portugal já no próximo dia 7 de Junho em Guimarães!

"NIÓBIO", a 41ª criação Visões Úteis, é uma co-produção com Guimarães 2012 - Capital Europeia da Cultura, e integra a programação dos Festivais Gil Vicente, que este ano acolhem ainda em estreia absoluta as criações dos portugueses João Garcia Miguel, António Fonseca e KARNART.

E é na cidade-berço, e no contexto da celebração da obra vicentina, que abrimos as portas à nossa farsa niobiana, onde traçamos o destino de um jovem país cheio de vícios e erros, importados diretamente da pátria mãe. Uma reflexão plena de humor e mau gosto, sobre a nossa própria necessidade de refundação nacional.

Depois de Guimarães, "NIÓBIO" apresenta-se ainda este mês em Coimbra, Porto e Aveiro.

  

GUIMARÃES - Centro Cultural Vila Flor
Data: 7 e 8 de Junho

COIMBRA - Teatro Académico Gil Vicente
Data:
14 de Junho

PORTO - Teatro do Campo Alegre
Data:
16 de Junho

AVEIRO - Estúdio Performas
Data:
30 de Junho

 

 

NIÓBIO
41.ª criação Visões Úteis

texto e direção
Ana Vitorino, Carlos Costa

cenografia e figurinos
Inês de Carvalho

banda sonora original e sonoplastia
João Martins

desenho de luz
José Carlos Coelho

co-criação
Ana Azevedo

interpretação
Ana Azevedo, Ana Vitorino, Carlos Costa, Pedro Carreira e ainda João Martins

fotografia
Paulo Pimenta

grafismo
Manufactura Independente

coordenação técnica
Luís Ribeiro

produção executiva
Marina Freitas

assistência de produção
Helena Madeira

co-produção
Visões Úteis / Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura

duração aproximada
80 minutos


classificação etária
M/16 anos

 

Agradecimentos: Nuno Casimiro, Marta Chantal, José Alberto Ferreira, Pedro Marques, Shirley Resende, Garagem da Lapa, Pizzeria Meidin, Hernâni, Roy Bates, Danny Wallace e a todos os que sonharam e criaram as suas próprias micro-nações.

 

Refundação ou Morte!
Visões Úteis

 

Vivemos um tempo paradoxal a vários níveis. Divididos entre uma ideia de sacrifício conjunto para a salvação nacional e a frustração que nos faz desejar partir. Entre o apoio fervoroso à nossa seleção e o desânimo quotidiano que nos diz que “este país já não tem volta”.
O convite para integrar a programação de Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura inscreve-se num outro paradoxo: aquele em que os artistas e estruturas de criação portugueses vivem atualmente, tentando desenvolver o seu trabalho num país que acolhe a Capital Europeia da Cultura no mesmo ano em que, depois de suspender os apoios ao cinema e os apoios pontuais e anuais às artes, parece preparar-se para extinguir completamente o apoio à criação artística.
Nunca como agora, no ano em que o Visões Úteis atinge a simbólica maioridade de 18 anos de atividade, o contexto de produção influenciou tanto o objeto artístico final. A reflexão sobre o paradoxo e sobre a nossa relação com a própria ideia de nacionalidade impunha-se. E encontrámos ressonância na temática dos Festivais Gil Vicente, onde esta criação se estreia, que este ano sublinham o modo como a obra deste dramaturgo se situa numa época de transição para uma sociedade que se inquieta e questiona o estabelecido.
“Chegámos a um ponto tal que só temos duas hipóteses: ou nos refundamos ou nos afundamos!”. No início do processo de criação de “Nióbio”, um membro da equipa resumia assim as ideias que nos moviam.
E foi a pensar em Guimarães, cidade-berço, e na necessária refundação de Portugal que criámos a nação de Nióbio. Um protótipo de país alternativo, nascido para se afundar às mãos dos seus estouvados cidadãos, verdadeiras personificações dos clichés que os portugueses projetam sobre si próprios.
E foi a pensar em Gil Vicente que desenhámos “Nióbio” como uma farsa, recheada de crítica aos vícios e costumes nacionais, preparada para estrear, como tantas das criações vicentinas, num grande evento celebrativo, promovido e financiado pelo Estado.
Um evento que pode bem ser o último banquete de um condenado. Num momento que pode bem ser o início de um novo país. Vivemos, sem dúvida, tempos paradoxais…
Publicado em Novidades
Quarta, 01 Fevereiro 2012 16:49

Workshop de Voz - Nova Edição!

Workshop de Voz logo

 

Estão abertas as inscrições para a 4ª edição do Workshop de Voz dirigido por Marina Freitas.

Este Workshop é dirigido a profissionais que utilizam a voz como ferramenta de trabalho. São desenvolvidas técnicas de respiração, projecção, articulação, entre outras.

Podem inscrever-se todos os interessados que tenham mais de 18 anos.
O curso será reconhecido por um Certificado de Participação.


Local: Espaço Visões Úteis / Fábrica Social - Rua da Fábrica Social s/n
Datas: 1 de Março 2012 a 19 de Julho de 2012
Horário: 5ª feira das 19h às 21h
Duração: 40 horas
Propina do Curso: 25€/Inscrição (seguro incluído)
1ª Prestação: 100,00€ (pago no acto de inscrição)
2ª Prestação: 100,00€ (pago até 15 de Maio de 2012)

Objectivos:
Auto-conhecimento das capacidades e características vocais;
Desenvolvimento pessoal;
Desenvolvimento das capacidades respiratórias e fonadoras, bem como de articulação;
Desenvolvimento da projecção vocal;
Capacidade de expressão e comunicação numa situação de grupo;
Falar em público.

Conteúdos
Abordagem teórica do aparelho fonador;
Consciencialização da importância da voz e os cuidados a ter;
Exercícios de postura e expressão corporal;
Técnicas de relaxamento;
Relacionar a voz com o corpo;
Exercícios Respiratórios;
Exercícios de articulação, projecção e colocação de voz;
Exercícios de improvisação partindo de situações quotidianas e/ou de textos.

Marina Freitas nasceu no Porto em 1979. É licenciada em Teatro / Estudos Teatrais com especialização em voz pela Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo do Instituto Politécnico do Porto. Teve formação na área de voz com as seguintes pessoas: Maria João Serrão, António Salgado, Maria Luís França e Luís Madureira. Lecciona cursos de voz falada desde 2003. 

Informações e Inscrições:
Tlf: +351 22 200 61 44
Tlm: +351 93 176 54 75
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

Publicado em Novidades
Terça, 31 Janeiro 2012 17:24

"Boom & Bang" em Lisboa e Sintra

Enquanto continuamos a tentar lidar com as consequências da crise do sistema financeiro, a nossa tragicomédia "Boom & Bang", adaptação de "The Power of Yes" de David Hare, continua a percorrer o país a explicar as causas do desastre.

Este mês rumamos a Sul para duas apresentações: dia 3  no Teatro do Bairro, em Lisboa, e dia 4 no espaço do Chão de Oliva, em Sintra. Não perca!

Lisboa - Teatro do Bairro
R. Luz Soriano, 63 - Bairro Alto
Data:
3 de Fevereiro (6ªf)
Horário: 21h

Sintra - Chão de Oliva
Rua Veiga da Cunha, 20

Data:
4 de Fevereiro (Sáb)
Horário: 21h30
Publicado em Novidades
Terça, 31 Janeiro 2012 17:04

A Turma estreia "Do Discurso Amoroso"

A Turma Fragmento 1 cartaz

 

Estreia já no próximo dia 2 de Fevereiro (5ªf), na Sala 2 do Hard Club, a nova criação dos nossos Artistas Associados A Turma. “DO DISCURSO AMOROSO: FRAGMENTO #1 “ tem encenação de Tiago Correia e a participação de Adriano Sodré, André Figueira, António Parra, Joana Africano e Luís Meireles.

“DO DISCURSO AMOROSO” é um projecto teatral de longa duração, que reunirá um conjunto de espectáculos (“Fragmentos”) para os quais serão convidados criadores de diferentes áreas artísticas. A gestão destas colaborações e do material resultante é feita por uma equipa artística fixa.


Pode reservar o seu bilhete através do mail Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ou do telefone 220 101 185.

 

02, 09, 15 e 21 de Fevereiro de 2012 - 22h

Hard Club - Sala 2

 

ARTISTAS CONVIDADOS

Texto André Figueira, António Parra, Joana Africano e Luís Meireles;

Interpretação André Figueira, António Parra e Joana Africano

Música Original Luís Meireles

Fotografia (em cena) Adriano Sodré

NÚCLEO DE ORIENTAÇÃO DO PROJECTO

Concepção Plástica Ana Gormicho e Daniel Teixeira

Luz Francisco Tavares Teles

Música Nelson Silva

Imagem Francisco Lobo e Juliana Constantino

Desenho Gráfico Inês Ferreira

Produção Executiva Catarina Rêgo de Mesquita

Encenação Tiago Correia

Produção A TURMA

DURAÇÃO 55 minutos aprox.

RESERVA DE BILHETES

Hard Club

Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

220 101 185

 

Preço dos Bilhetes: 6€

LOTAÇÃO - 60 lugares

Publicado em Novidades
Pág. 2 de 2

O Visões Úteis é uma estrutura financiada

Ministério da CulturaDireção Geral das Artes

O Visões Úteis é membro

Plateia - Associação dos Profissionais das Artes Cénicas IETM - International Network for Contemporary Performing Arts Anna Lindh Foundation

Visões Úteis é associado

Associação dos Amigos do Teatro da Liberdade da Palestina - The Freedom Theatre e ZERO - Associação Sistema Terreste Sustentável