Visões Úteis

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Home Mostrar artigos por etiqueta: Opera fiXi
Sábado, 18 Abril 2015 00:01

Disponível na Galeria - "Opera fiXi"

"Opera fiXi" Mapa


Está já disponível na secção Filmes da nossa Galeria o vídeo documental de “Opera fiXi” - a ópera em bicicleta criada por Kaffe Matthews em colaboração com o Visões Úteis e que integrou a programação do "Serralves em Festa" 2013.

Filmado por Kaffe Matthews, este vídeo partilha do modo mais fiel possível a experiência deste percurso em bicicleta ao longo do Douro, acompanhado por um libreto inspirado na relação entre a cidade e o rio e na problemática da poluição ambiental. Um percurso de ida e volta, etapas que neste vídeo se separam em Parte 1 e Parte 2.

Oportunidade também para descobrir (ou voltar a ouvir) uma banda sonora original cheia de participações especiais de músicos e cantores - como o NEFUP, Ghuna X, Adolfo Luxúria Canibal ou o Grupo Coral da Afurada.

Publicado em Novidades
Sábado, 18 Abril 2015 16:00

Opera fiXi

 

 

Opera fiXi - Partes 1 e 2
um registo vídeo de Kaffe Matthews da ópera em bicicletas "Opera fiXi" da qual o Visões Úteis foi colaborador artístico.
original português legendado em inglês

Publicado em Filmes
Quarta, 11 Setembro 2013 19:05

Opera fiXi

“Opera fiXi” designa a ópera em bicicleta dirigida por Kaffe Matthews, e realizada para a cidade do Porto em colaboração com o

Visões Úteis e integrando a programação do "Serralves em Festa" 2013
.



Fala dum tempo e dum lugar em que os pescadores são mulheres e as sereias são homens. Em que os ‘sereios’ têm seios, cabelos de algas e tocam harpas feitas com linhas de pesca e as raparigas ‘pescadoras’ usam fatos de pele de peixe quando saem para o mar, cantando canções na frequência do coração humano (298.5Hz), convidando os peixes machos para as suas enormes redes tecidas com os seus cabelos e vinhas.
Os conteúdos de "Opera fiXi" inspiraram-se na pesca contemporânea, no rio Douro e na qualidade da sua água, na duração de uma jornada de pesca durante a noite e na poluição do rio que determina a taxa de mudança de sexo dos peixes.

O público dirigia-se à loja designada na Ribeira do Porto e era convidado a, gratuitamente, pedalar para ouvir a obra que se ia desdobrando ao longo da marginal do rio até ao farol, e de volta à loja. Um sistema único de localização identificava a posição do ciclista e as respetivas camadas de música de cada ponto do seu percurso.

O Visões Úteis colaborou com Kaffe Matthews na definição do percurso e da dramaturgia de "Opera fiXi", bem como na escrita das letras, na interpretação e na tradução de conteúdos entre português e inglês. Para além da equipa artística do Visões Úteis, "Opera fiXi" contou com a colaboração de um vasto leque de entidades, músicos e vozes.

O percurso de "Opera fiXi" tinha uma duração máxima aproximada de 1h30.

 

Opera fiXi:

Realizado com software baseado em localização desenvolvido por Dave Griffiths.

Bicicletas sónicas desenhadas por Kaffe Matthews e produzidas por timelab 2012.

Canções e música de Kaffe Matthews excepto as canções das ‘pescadoras’ que são adaptações de música tradicional portuguesa e escocesa.

Letras de Matthews, Carlos Costa e Ana Vitorino.


Vozes (por ordem)
:

Coro de raparigas 'pescadoras'/NEFUP – Núcleo de Etnografia e Folclore da Universidade do Porto): Cláudia Bastos, Helena Queirós, Márcia Santos, Paula Silva, Teresa Ruiz.

Coro da poluição/Instituto ORFF do Porto: Inês, João, Jorge, Luis, Manuel, Leonor, Vicente, Daniel.

Avatar: Ana Vitorino

Data Rapper: Nuno Moura

Coro de ‘pescadoras’/ Grupo Coral da Afurada: Rosa Maria, Maria José, Maria de Fátima, Fátima Ferreirinha, Sara Moreira, Emília Alda.

Capitão: Rui Rodrigues

Seis peixes machos: Carlos Costa, João Martins, Arsélio Martins, Pedro Carreira, Emanuel Costa, Vitorino Neves

Rapper: André Neves

Amantes: Fátima Almeida, Mário Moutinho

Poeta de rua: Adolfo Luxúria Canibal


Músicos:

Angelica Vázquez Salvi: harpa

João Martins: saxofones soprano e baixo, ‘laptop’ acústico

Kaffe Matthews: processamento electroacústico, contratear e gravações de campo.

Arranjos adicionais nos raps: Pedro Augusto


Tradutores: Ana Vitorino, Carlos Costa, João Martins


Agradecimentos
: Gustavo e Patrícia: Sonoscopia, Mário Azevedo, Pedro Vieira, Ricardo Rodrigues, Ricardo Organista, Ana Coutinho, Henrique Fernandes, João Vitorino, Alzira Matos, Senhor Domingos


Produção: Fundação de Serralves

 

"Opera fiXi" estreou no Porto (Ribeira) a 25 de maio de 2013, integrando a programação do "Serralves em Festa" 2013. Esteve disponível ao público até 23 de junho.

O passeio musical em bicicleta "Opera fiXi", que Kaffe Matthews escreveu e compôs para a cidade do Porto em colaboração com o Visões Úteis e a convite da Fundação de Serralves, foi prolongado e estará disponível, sempre gratuitamente, até ao próximo dia 23 de junho.

Os novos horários são:
de Quarta a Domingo - das 14h às 22h

Local: Loja / Início do Percurso
Rua Infante Dom Henrique nº63, Porto (Ribeira)

Mais informações: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar / (+351) 226 156 500
Publicado em Novidades
Quinta, 23 Maio 2013 16:26

"Opera fiXi" Estreia no Porto!

"Opera fiXi" Foto de Kaffe Matthews

 

“Opera fiXi” é uma nova ópera em bicicleta dirigida por Kaffe Matthews, e realizada para a cidade do Porto em colaboração com o Visões Úteis e integrando a programação do "Serralves em Festa" 2013.

Fala dum tempo e dum lugar em que os pescadores são mulheres e as sereias são homens. Em que os ‘sereios’ têm seios, cabelos de algas e tocam harpas feitas com linhas de pesca e as raparigas ‘pescadoras’ usam fatos de pele de peixe quando saem para o mar, cantando canções na frequência do coração humano (298.5Hz), convidando os peixes machos para as suas enormes redes tecidas com os seus cabelos e vinhas.
Os conteúdos de "Opera fiXi" inspiram-se na pesca contemporânea, no rio Douro e na qualidade da sua água, na duração de uma jornada de pesca durante a noite e na poluição do rio que determina a taxa de mudança de sexo dos peixes.

O  público é convidado a ir até à loja da Ribeira onde estão as bicicletas e, pegando numa, a pedalar para ouvir a obra que se vai desdobrando ao longo da marginal do rio até ao farol, e de volta à loja. Um sistema único de localização identifica a posição do ciclista e as respetivas camadas de música de cada ponto do seu percurso.

Para além da equipa artística do Visões Úteis, "Opera fiXi" conta com a colaboração de um vasto leque de entidades, músicos e vozes.

Este "passeio musical" tem uma duração máxima aproximada de 1h30 e o acesso é gratuito.

Informações: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar / (+351) 226 156 500

Local: Loja / Início do Percurso
Rua Infante Dom Henrique nº63, Porto (Ribeira)

Datas e horários:
dia 25 de maio - Inauguração 13h-18h

de 26 de maio a 9 de junho
Seg-Sex, 10h00-22h00
Sáb, 08h00-00h00
Dom, 08h00-22h00
(últimas saídas em bicicleta 90 min. antes da hora de encerramento)

Opera fiXi:

Realizado com software baseado em localização desenvolvido por Dave Griffiths.

Bicicletas sónicas desenhadas por Kaffe Matthews e produzidas por timelab 2012.

Canções e música de Kaffe Matthews excepto as canções das ‘pescadoras’ que são adaptações de música tradicional portuguesa e escocesa.

Letras de Matthews, Carlos Costa e Ana Vitorino.


Vozes (por ordem)
:

Coro de raparigas 'pescadoras'/NEFUP – Núcleo de Etnografia e Folclore da Universidade do Porto): Cláudia Bastos, Helena Queirós, Márcia Santos, Paula Silva, Teresa Ruiz.

Coro da poluição/Instituto ORFF do Porto: Inês, João, Jorge, Luis, Manuel, Leonor, Vicente, Daniel.

Avatar: Ana Vitorino

Data Rapper: Nuno Moura

Coro de ‘pescadoras’/ Grupo Coral da Afurada: Rosa Maria, Maria José, Maria de Fátima, Fátima Ferreirinha, Sara Moreira, Emília Alda.

Capitão: Rui Rodrigues

Seis peixes machos: Carlos Costa, João Martins, Arsélio Martins, Pedro Carreira, Emanuel Costa, Vitorino Neves

Rapper: André Neves

Amantes: Fátima Almeida, Mário Moutinho

Poeta de rua: Adolfo Luxúria Canibal


Músicos:

Angelica Vázquez Salvi: harpa

João Martins: saxofones soprano e baixo, ‘laptop’ acústico

Kaffe Matthews: processamento electroacústico, contratear e gravações de campo.

Arranjos adicionais nos raps: Pedro Augusto


Tradutores: Ana Vitorino, Carlos Costa, João Martins


Agradecimentos
: Gustavo e Patrícia: Sonoscopia, Mário Azevedo, Pedro Vieira, Ricardo Rodrigues, Ricardo Organista, Ana Coutinho, Henrique Fernandes, João Vitorino, Alzira Matos, Senhor Domingos


Produção: Fundação de Serralves

Publicado em Novidades

Recentes


O Visões Úteis é uma estrutura financiada

Ministério da CulturaDireção Geral das Artes

O Visões Úteis é membro

Plateia - Associação dos Profissionais das Artes Cénicas IETM - International Network for Contemporary Performing Arts Anna Lindh Foundation

Visões Úteis é associado

Sonoscopia - Associação Cultural e Associação dos Amigos do Teatro da Liberdade da Palestina - The Freedom Theatre ZERO - Associação Sistema Terreste Sustentável