Visões Úteis

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home History Theatre Plays Orla do Bosque

Orla do Bosque

Orla do Bosque Orla do Bosque Visões Úteis

“Olha para mim. Tenho os olhos castanhos.”

Última parte do projecto “Visíveis na Estrada através da Orla do Bosque”. Depois de viajar pela Europa à procura das fronteiras que nos definem ou nos aniquilam , fica a ideia de que os muros se erguem, sem que saibamos como, exactamente onde nos prometem o fim de todas as fronteiras. E a certeza redobrada que se perdermos o nosso local não seremos nunca universais. Mas sorrimos.
E de sorriso aberto contra o grande momento que nos prometem e chamando a Mentira pelo nome, desligamos o televisor e entoamos uma cantiga parva que se esconde na memória.

Co-produção com o Teatro Nacional São João e Auditório Nacional Carlos Alberto no âmbito do PONTI e integrada na Porto 2001 – Capital Europeia da Cultura.
Estreou a 6 de Outubro de 2001 no Teatro do Campo Alegre no Porto. Além do Porto, foi apresentada em Aveiro, Bragança e Coimbra num total de 19 apresentações.

concepção, dramaturgia e direcção
Ana Vitorino, Carlos Costa, Catarina Martins e Pedro Carreira

texto
Ana Vitorino, Carlos Costa, Catarina Martins, Nuno Casimiro e Pedro Carreira

cenografia, figurinos e adereços
Paulo Soares

banda sonora original e sonoplastia
João Martins

música adicional
Manu Chao, Jorge Palma, Costas Bravakis e Michael Palin

desenho de luz
José Carlos Coelho

construção e montagem cenográfica
José Maria Calisto, Albano Martins, José Patacão, Alexandre Mota

assistência de iluminação
Natércia Lopes

design gráfico
Vitor Azevedo/DeC

operação de luz
Natércia Lopes/António Pedro Soares

operação de som
João Martins

interpretação
Ana Azevedo, Ana Vitorino, Carlos Costa, Catarina Martins e Pedro Carreira

produção executiva
Ágata Marques Fino

Additional Info

  • Premiere: 2001
  • Available for touring: No
Last modified on Monday, 08 November 2010 12:10
More in this category: « Estudos Celebração »

Paulo Lisboa

This part of our website is dedicated to Paulo Lisboa, an actor and director from Brazil, who founded Visões Úteis in 1994, and died in 1996. If you need more information, in english, about Paulo Lisboa, please contact us. And we still have with us many of Paulo`s work (adaptations, photos, poetry etc). If you want to take a look, just give us a call. Read More

Paulo Lisboa

Visões Úteis is funded by

Secretário de Estado da CulturaDirectorate-General for the Arts (DGARTES)

Visões Úteis is a member of

Plateia - Associação dos Profissionais das Artes CénicasIETM - International Network for Contemporary Performing ArtsAnna Lindh Foundation

Visões Úteis é associado

Associação dos Amigos do Teatro da Liberdade da Palestina - The Freedom Theatre e ZERO - Associação Sistema Terreste Sustentável