Visões Úteis

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Gallery Displaying items by tag: 2015
Displaying items by tag: 2015
Tuesday, 19 May 2015 16:49

"trans/missão" - Estreia Absoluta!

"trans/missão" Design: João Martins Foto: Paulo Pimenta



E
streia já esta 5ª feira, dia 21 de maio, a nossa nova criação original: "trans/missão", um espetáculo híbrido, que junta música e teatro, e onde o processo colaborativo artístico é utilizado como espelho das marcas de uma identidade nacional, que parece estar fadada à não-inscrição e à dificuldade de mobilização.  

Partindo do diagnóstico traçado por obras como "Portugal Hoje, o Medo de Existir" de José Gil, o espetáculo explora com humor a tensão entre o pensar e o agir, e a nossa aparente incapacidade de passar dos diagnósticos à mudança concreta.

Em "trans/missão" um músico e um dramaturgo abrem ao público o seu processo de trabalho numa ópera que se pretende revolucionária: uma criação que questiona precisamente as dificuldades de organização e mobilização dos coletivos - seja uma equipa artística, uma comunidade ou todo um povo... de que o português é um especial bom exemplo.
Mas, ao longo desta apresentação pública, torna-se evidente a própria dificuldade de colaboração entre os dois artistas, que entram numa rota de colisão que ameaça destruir todo o projeto!

"trans/missão" conta ainda, no seu processo de criação, com uma série de parcerias e colaborações muito especiais, nas áreas da Música (NEFUP, Sonoscopia, Porta-Jazz, Ensemble Super Moderne) Fotografia (Paulo Pimenta e Fotógrafos convidados pelo Mira Forum) e Sociologia (Departamento de Sociologia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto) .


"trans/missão" - de 21 a 24 de maio
Teatro Municipal do Porto / Rivoli - Pequeno Auditório
quinta (21): 21h30 / sexta (22): 22h / sábado (23): 19h  / domingo (24): 17h

Bilhete normal: 5€ - Bilheteira online

"trans/missão" em conversa
- debate público com os criadores: dia 23 de maio (sábado) às
16h com a presença de representantes dos coletivos Sonoscopia, NEFUP e Porta-Jazz e a moderação de Jorge Palinhos; entrada gratuita

texto e direção - Ana Vitorino, Carlos Costa e João Martins banda sonora original e sonoplastia - João Martins desenho de luz - José Carlos Coelho fotografia - Paulo Pimenta e Fotógrafos convidados pelo Mira Forum coordenação de produção - Marina Freitas interpretação - Carlos Costa e João Martins Colaborações musicais Sonoscopia, Ensemble Super Moderne, NEFUP - Núcleo de Etnografia e Folclore da Universidade do Porto coprodução - Visões Úteis, Teatro Municipal do Porto parceria - Departamento de Sociologia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto,  Mira Forum, Nefup, Porta-Jazz, Sonoscopia e Teatro de Ferro.
Published in News
Wednesday, 06 May 2015 19:35

"trans/missão" quase a estrear!

"trans/missão" - Foto: Visões Úteis

 

Os ensaios da nossa nova criação original - "trans/missão" - entram na sua reta final.

Esta semana mudamo-nos para o espaço do Teatro de Ferro em Campanhã, onde estaremos a trabalhar até à ida para o Teatro Municipal Rivoli, onde o espetáculo estreia já no próximo dia 21 de maio.

Os bilhetes estão já disponíveis na Bilheteira Online do Teatro Municipal do Porto.

Published in News
Tuesday, 28 April 2015 13:19

IETM - Balanço do Plenário de Bergamo

IETM Bergamo Programa

 

Na cidade italiana de Bergamo, entre 22 e 26 de abril, decorreu mais um encontro do IETM – International Network for the Performing Arts, uma rede de que o Visões Úteis é membro e que agrega organizações, artistas e outros profissionais das artes performativas, sobretudo da Europa mas também dos outros continentes. 
E, depois de alguns anos em que “a crise” dominou as atenções, parece agora poder apontar-se que cada vez mais se trata não tanto de salvar mas de regenerar o que até então existia. E de facto são cada vez mais os novos modos de produção em que se desdobra o setor, sobretudo pela mão das gerações mais jovens, que acharam por bem não esperar pela morte das gerações mais velhas que, de modo resiliente, continuam a ocupar os modos de produção implementados no século passado.

Entretanto, de outros sectores vão chegando também lições importantes, seja através da adoção de modos de produção importados de áreas não artísticas, seja através da consciência da necessidade de (não só mas também) desagregar a defesa do setor da defesa da Cultura em geral, na medida em que os potenciais ganhos desta – como demonstra a experiência com os programas europeus implementados para 2014-2020 – podem não se refletir nas artes performativas em si (isto em função de um entendimento cada vez mais lato de “cultura”).

Sustentabilidade - palavra omnipresente nas sessões de Bergamo - não será então a busca intensiva de financiamentos mas o encontro e manutenção de processos que se possam reproduzir no longo prazo. Isto passará por diversos fatores como a construção de capacidade (através de maior abertura a redes, parcerias e programas europeus) ou a maior ligação às comunidades locais: tornando as organizações numa presença constante e indispensável tanto junto do público – pelos “mundos” que criam – como junto dos decisores políticos – pela capacidade (mensurável) de um trabalho em rede que permite, de modo natural, juntar os esforços de organizações de pequena escala para conseguir resultados que exponenciam a soma das capacidades de cada uma.

Particularmente interessante é o diagnóstico, feito no contexto da dança dos países nórdicos e bálticos, que aponta, entre outras, a insustentabilidade das criações/produções cuja vida se esgota, depois de meses de ensaios, numa temporada curta num único local. Infelizmente não é apenas este exemplo que nos fez pensar em Portugal, já que as práticas da Direção Geral das Artes – nomeadamente o timing de abertura dos concursos de apoio às artes – foram apontadas como exemplo das piores práticas possíveis no sector. Neste campo a DGArtes só foi ultrapassada pelas práticas russas e húngaras.

Durante o encontro, o Visões Úteis cumpriu também as suas obrigações enquanto membro do Advisory Board – um Think Tank para a estratégia de médio e longo prazo da rede e para a ligação aos membros – conduzindo uma mesa de trabalho, participando na reunião do órgão e, talvez o mais importante, trazendo para o Porto a responsabilidade de participar na definição de uma estratégia que permita influenciar as prioridades da União Europeia para… 2020-2030. Porque, infelizmente, grande parte das decisões que afetam a vida dos cidadãos europeus são tomadas com tanta antecedência e opacidade que se torna difícil participar efectivamente nelas.
Na cidade italiana de Bergamo, entre 22 e 26 de abril, decorreu mais um encontro do IETM –

International Network for the Performing Arts. O IETM é uma rede que agrega organizações,

artistas e outros profissionais das artes performativas, sobretudo da Europa mas também dos outros

continentes. O Visões Úteis é membro do IETM.

E depois de alguns anos em que “a crise” dominou as atenções, parece agora poder apontar-se que

cada vez mais se trata, não tanto de salvar mas de regenerar o que até então existia. E de facto são

cada vez mais os novos modos de produção em que se desdobra o sector, sobretudo pela mão das

gerações mais jovens, que acharam por bem não esperar pela morte das gerações mais velhas que,

de modo resiliente, continuam a ocupar os modos de produção implementados no século passado.

E entretanto, de outros sectores vão chegando também lições importantes, seja através da adoção de

modos de produção importados de áreas não artísticas, seja através da consciência da necessidade

de (não só mas também) desagregar a defesa do sector da defesa da Cultura em geral, na medida em

que os potenciais ganhos desta – como demonstra a experiência com os programas europeus

implementados para 2014-2020 – podem não se refletir nas artes performativas em si (isto em

função de um entendimento cada vez mais lato de “cultura”).

Sustentabilidade - palavra omnipresente nas sessões de Bergamo - não será então a busca intensiva

de financiamentos mas o encontro e manutenção de processos que se possam reproduzir no longo

prazo. Isto passará por diversos fatores como a construção de capacidade (através de maior abertura

a redes, parcerias e programas europeus) ou a maior ligação às comunidades locais: tornando as

organizações numa presença constante e indispensável tanto junto do público – pelos “mundos” que

criam – como junto dos decisores políticos – pela capacidade (mensurável) de um trabalho em rede

que permite, de modo natural, juntar os esforços de organizações de pequena escala para conseguir

resultados que exponenciam a soma das capacidades de cada uma.

Particularmente interessante é o diagnóstico, feito no contexto da dança dos países nórdicos e

bálticos, que aponta, entre outras, a insustentabilidade das criações/produções cuja vida se esgota,

depois de meses de ensaios, numa temporada curta num único local. Infelizmente não é apenas este

exemplo que nos fez pensar em Portugal, já que as práticas da Direção Geral das Artes –

nomeadamente o timing de abertura dos concursos de apoio às artes – foram apontadas como

exemplo das piores práticas possíveis no sector. Neste campo a DGArtes só foi ultrapassada pelas

práticas russas e húngaras.

Durante o encontro, o Visões Úteis cumpriu também as suas obrigações enquanto membro do

Advisory Board – um Think Tank para a estratégia de médio e longo prazo da rede e para a ligação

aos membros – conduzindo uma mesa de trabalho, participando na reunião do órgão e, talvez o mais

importante, trazendo para o Porto a responsabilidade de participar na definição de uma estratégia

que permita influenciar as prioridades da União Europeia para… 2020-2030. Porque infelizmente,

grande parte das decisões, que afetam a vida dos cidadãos europeus, são tomadas com tanta

antecedência e opacidade que se torna difícil participar efectivamente nelas.
Published in News
Wednesday, 22 April 2015 16:16

Curso de Performance em Comunidade

"Corpo Casa Rua" - Curso Performance em Comunidade



Esta sexta-feira, dia 24, arranca mais uma edição do curso de teatro dirigido à população sénior da freguesia de St. Ildefonso (Porto), que promovemos desde 2012.

Serão dez sessões nas instalações do Visões Úteis, na Fábrica Social, sob a orientação de Ana Azevedo. O Curso de Performance em Comunidade promove anualmente um espaço de encontro lúdico e de incentivo à autonomia e desenvolvimento da população mais idosa da freguesia onde trabalhamos quotidianamente. E, de ano para ano, são explorados novos temas e propostos novos desafios.

A edição deste ano poderia ter como título "Esta história não é minha": Como é que eu me vejo? Como vejo os outros? Como é que os outros me vêem? Quais são as minhas histórias? E que histórias me esperam? Estas perguntas são a base de um trabalho que vai partir das histórias do passado de cada participante e cruzá-las com as do presente e com eventuais histórias do futuro. Histórias contadas na  terceira pessoa, e que deverão criar o distanciamento necessário para transformar a realidade e abrir inúmeras possibilidades narrativas.

A frequência do Curso de Performance em Comunidade é gratuita.
Published in News
Tuesday, 21 April 2015 14:27

IETM - Plenário da Primavera em Bergamo

IETM Plenário da Primavera em Bergamo



E já amanhã partimos para Bergamo, na Itália, para participar no Plenário de Primavera do IETM - International Network for Contemporary Performing Arts.  O encontro acontece entre 23 e 26 de abril e tem como tema principal a "Regeneração":


"Hoje, lutando para sair da crise, carregamos a nossa bagagem de projetos não realizados e sonhos esquecidos. Em vez de tentarmos resolver os puzzles desfeitos, temos tendência a constantemente recomeçar do zero.
O IETM regressa a Itália para refletir sobre o modo como podemos reavivar os recursos que já existem, em vez de os abandonar e afastarmo-nos."


O Visões Úteis é membro do IETM e integra, desde 2013, o seu Advisory Board.

Published in News

A convite da DGArtes, na próxima segunda-feira, dia 20 de abril, participamos na iniciativa "Jornadas Porta Aberta" inserida no evento "O Lugar da Cultura" e que decorre de 18 a 22 de abril, de norte a sul do país.

Entre as 14h e as 16h teremos a "porta aberta" para quem quiser visitar-nos, conhecer o nosso espaço de trabalho e espreitar o processo de criação da nossa nova produção "trans/missão".

Apareça na Fábrica Social - Rua da Fábrica Social, s/n 4000-201 Porto.

Basta informar-nos que deseja visitar-nos através do endereço This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it ou do número de telefone 22 200 61 44 (pessoa de contacto: Marina Freitas) até às 13h30 do próprio dia.

Published in News

"trans/mission" Design: João Martins

 

Time after time, Messiah after Messiah, sometimes with our noses in the air, sometimes with our heads hanging low. But always in a flock. We keep on going, don't we?


A little more than one month to go for its opening at Rivoli Municipal Theatre , our new production "trans/mission" is coming to life, between script writing, rehearsals and working sessions with a group of collaborators: photographer Paulo Pimenta, Espaço Mira, Nefup, the Departament of Sociology of Porto University, and music colectives Sonoscopia, Porta-Jazz and Stopestra.

Published in News
Friday, 27 March 2015 00:56

World Theatre Day 2015

This year's official message has been written by polish director Krzysztof Warlikowski:

 

{youtube}v3fdXeALRzk{/youtube}

Published in News

Servviço Educativo "Era uma vez..."



No âmbito da celebração do Dia Mundial do Teatro 2015, o Serviço Educativo do Visões Úteis repõe no Porto "Era uma vez... e muitas outras vezes", o exercício final das nossas Aulas de Teatro 2013/2014, estreado em junho passado.

Dirigido por Ana Azevedo e destinado à infância, "Era uma vez..."  passa-se no curioso mundo de uma fábrica de fazer histórias, habitada por personagens muito especiais. Num dia como outro qualquer, a inspiração desaparece e ninguém parece ser capaz de continuar a criar! Como conseguir histórias novas para contar?

Esta apresentação única, destinada ao público geral, acontece no dia 29 de março (domingo) às 16h na Casa da Beira Alta - Rua de Santa Catarina, 147 (Porto). 

A entrada é gratuita.
Published in News

Estão já disponíveis na nossa Galeria Virtual os dois filmes que integram o Dvd que recentemente editámos:

"Corpo Casa Rua" de Tiago Afonso, baseado no projeto comunitário com o mesmo nome que desenvolvemos em 2013, e "Bioencorporado" de Alexandre Martins, uma leitura vídeo sobre a nossa primeira criação original de 2014, "Biométricos".

Os filmes podem também ser vistos no nosso canal Vimeo.
Published in News
Page 4 of 5

Premiering / Available for Touring

Latest


Visões Úteis is funded by

Secretário de Estado da CulturaDirectorate-General for the Arts (DGARTES)

Visões Úteis is a member of

Plateia - Associação dos Profissionais das Artes CénicasIETM - International Network for Contemporary Performing ArtsAnna Lindh Foundation

Visões Úteis é associado

Associação dos Amigos do Teatro da Liberdade da Palestina - The Freedom Theatre e ZERO - Associação Sistema Terreste Sustentável