Visões Úteis

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Funding Ana Vitorino
Tudo o que queria saber sobre o financiamento da actividade do Visões Úteis
Ana Vitorino

Ana Vitorino

Co-Directora Artística e de Produção do Visões Úteis onde escreve, dirige e interpreta (quadro permanente).

Fundadora do Visões Úteis.

Nasceu em Setúbal em 1973.

Iniciou a sua actividade artística no CITACCírculo de Iniciação Teatral da Academia de Coimbra — com acções de formação de Paulo Lisboa, João Grosso, e Andrejev Kowalski e posteriormente de Anatoli Vassiliev, Marcia Haufrecht e Joseph Danan, entre outros.

Fundou o Visões Úteis em 1994 tendo começado por desenvolver trabalho de actor com encenadores como António Feio, João Paulo Seara Cardoso, José Wallenstein e Diogo Dória. A partir de 1999 alargou a sua actividade, sempre no Visões Úteis, a áreas diversas como a tradução, investigação, encenação e dramaturgia. Destaca-se a sua participação numa multiplicidade de processos de criação dramatúrgica original tanto em teatro como em projectos transdisciplinares e de arte comunitária.
Desde 2009 é também responsável pelo desenvolvimento do Serviço Educativo do Visões Úteis procurando integrar os processos criativos contemporâneos nas comunidades envolventes e reforçando o papel da arte como factor de inclusão, desenvolvimento sustentado, participação política e qualidade de vida.

Entre 2010 e 2013 foi membro dos órgãos sociais da PLATEIA – Associação de Profissionais das Artes Cénicas.

É licenciada em Psicologia – Área Clínica pela Universidade de Coimbra e em Línguas e Literaturas Modernas – Estudos Portugueses e Alemães pela Universidade Aberta.

Website URL: E-mail: This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it

Sunday, 17 December 2017 19:34

Sara e Alexandra Allen

Sara Allen (Porto,1990). Colabora com o Visões Úteis desde 2017.

É co-fundadora do projeto XS Filmes/EPIXARTE (como produtora, realizadora e argumentista de filmes de ficção, institucionais e comerciais).

Desenvolve o seu trabalho na área do vídeo, fotografia, animação e design de comunicação, com projetos de animação presentes em diversos festivais internacionais.

É Licenciada em Artes Plásticas – Multimédia – Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto / Porto, Portugal e Mestre em Comunicação Audiovisual – Produção e Realização Audiovisual – Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo / Porto, Portugal.


Alexandra Allen (Porto, 1993). Colabora com o Visões Úteis desde 2017.

É co-fundadora do projeto XS Filmes/EPIXARTE (como produtora e realizadora de filmes de ficção, institucionais e comerciais).

Desenvolve o seu trabalho na área da animação, da ilustração e do vídeo.

 Atualmente desenvolve trabalho de ilustração e animação para a empresa Magikbee e para o estúdio Animgram, com projetos de animação presentes em diversos festivais internacionais.

É Licenciada em Artes Plásticas – Ramo Multimédia pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (FBAUP)/ Porto, e frequenta o mestrado em Ilustração e Animação no Instituto Politécnico do Cávado e do Ave / Barcelos.

A XS Filmes/EPIXARTE, de que ambas são fundadoras é o resultado da vontade de concretizar vários projectos – curtas-metragens de ficção, curtas-metragens de animação, infografias, videoclipes, vídeos institucionais – como realizadoras, argumentistas, directoras de arte e pós-produção.

Os projectos da XS FILMES têm percorrido vários festivais nacionais e internacionais.
Sunday, 17 December 2017 19:31

Pedro Rocha

(1975, Vila Nova de Gaia).

É licenciado em Engenharia Eletrotécnica pelo Instituto Superior de Engenharia do Porto (2000), tendo obtido mestrado em Bioengenharia pela Universidade Politécnica da Catalunha (2002) onde realizou um projeto em neurociências.Frequentou uma formação em frontend e web development pela EDIT (2017).

Atualmente frequenta o 2º ano de doutoramento em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho com uma tese em sociologia e cartografia social.

Como experiência profissional teve cargos como investigador e assistente de investigação no Laboratório de Sono do Hospital de Santa Maria, bem como no Instituto Nacional de Engenharia de Tecnologia e Inovação (INETI, Lisboa), de 2003 a 2011; como professor assistente do departamento de Eletrotecnia da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria (2009-2010); como relações públicas de uma associação recreativa de Alfama (2011-2012); como administrativo e mediador de seguros de pacientes estrangeiros pela Gestitursa no Hospital de Setúbal (2012); como administrador de sistemas na Universidade Fernando Pessoa (2015-2017); atualmente é software developer na VirtualCare

Sunday, 17 December 2017 19:28

Jorge Palinhos

(Leiria, 1977)

Colabora com o Visões Úteis desde 2014, como performer e investigador.

A partir de 2018 será Investigador Residente no VU.

Docente do ensino superior na Escola Superior de Teatro e Cinema e na Escola Superior Artística do Porto, investigador responsável do Projeto de Arquitetura e Teatro do Centro de Estudos Arnaldo Araújo, investigador colaborador do Projeto Narrativa e Criação Audiovisual do Centro de Investigação em Ciência e Tecnologia das Artes; aguarda defesa de tese de doutoramento sobre Poder e Ação no Drama Contemporâneo, na Universidade do Minho, tendo já publicado vários artigos de pesquisa em teatro e narrativas espaciais em publicações nacionais e internacionais.

É ainda escritor e dramaturgo, e peças suas já foram apresentadas e/ou editadas em Portugal, Brasil, Espanha, França, Países Baixos, Bélgica, Alemanha, Suíça e Sérvia.

Foi galardoado com o Prémio Miguel Rovisco 2003 e o Prémio Manuel-Deniz Jacinto 2007, e esteve na short-list do Prémio Luso-Brasileiro de Teatro António José da Silva 2011. As suas peças já foram levadas à cena por Ácaro, Amarelo Silvestre, ArteCanes, CENA, Centro de Criatividade da Póvoa de Lanhoso, Comédias do Minho, Corações com Coroas, Esbofeteatro, FJA, O Cão Danado, O Nariz, O Teatrão, Teatro Art’Imagem, Teatro das Compras, Teatromosca, Teatro Viriato, Terra na Boca, WEL, Associação Paulista de Autores de Teatro, e Stand-up Tall.

Foi ainda dramaturgo e dramaturgista convidado na Capital Europeia da Cultura Guimarães 2012.
Sunday, 17 December 2017 19:26

José Diogo Cunha

(Porto, 1993).

Colabora com o Visões Úteis desde 2016.

Frequentou o Curso de Luz, Som e Efeitos Cénicos na ACE – Academia Contemporânea do Espetáculo.

partir de 2015 colabora com o Teatro do Bolhão como técnico de luz e ainda com o Teatro Nacional São João, Assédio Teatro, a Turma, ADM – Academia de Dança de Matosinhos, Marionetas de Mandrágora e Era uma vez... Teatro.

Sunday, 17 December 2017 19:23

Cláudia Escaleira

(Valongo, 1977).

Colabora com o VU desde 2003.

Arquiteta, licenciada na Faculdade de Arquitetura da 
Universidade do Porto, em 2003. Entre 2003 e 2007 colaborou em vários ateliers de Arquitetura. Tem uma pós-graduação em Construção e Reabilitação Sustentáveis (2010) e é doutoranda na área da Sustentabilidade, Inovação e Tecnologia, na Universidade do Minho, com bolsa de investigação da FCT.

Foi formadora na Ordem dos Arquitetos e docente convidada da licenciatura de teatro na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto, entre outras atividades de formação.

Em 2003, na Prova Final da licenciatura em Arquitetura, usou o Visões Úteis e o seu desejo duma “casa” como objecto de estudo e, ao longo do tempo colaborou pontualmente com ilustrações para adereços, gravações de voz off e apoio na investigação.

Desenvolveu pontualmente materiais didáticos, incluindo adaptações de jogos de cartas e tabuleiro para crianças do pré-escolar e ensino básico, em colaboração com docentes de Matemática.

Sunday, 17 December 2017 19:18

Nuno Barbosa

(Tomar, 1977)

Colabora com o Visões Úteis desde 2017.

Em 2001 completou a Licenciatura em Design Gráfico pela Universidade de Aveiro. Trabalhou como designer gráfico durante alguns anos, mas o interesse pelas imagens em movimento fez com que se especializasse em motion graphics e deixasse um pouco de parte o design gráfico tradicional.

Em 2007 regressou à Universidade de Aveiro para frequentar o Mestrado em Comunicação Multimédia - Audiovisuais, que concluiu em 2010. Desde então tem trabalhado como produtor/ realizador independente de videoclips, filmes promocionais / publicitários e documentários.

Em 2013 regressou novamente à Universidade de Aveiro, não como estudante, mas sim como professor assistente convidado.

Ganhou vários prémios nacionais e internacionais: Vimeo Staff Pick: Come Closer 2014, Creative Macau - Sound & Image: best in event award 2013, Røde International film competition 2012, Jovem criador 2011- Arte Digital.

Sunday, 17 December 2017 19:14

Pedro Correia

(Santa Maria da Feira, 1987).

Colabora com o Visões Úteis desde 2016.

Concluiu o curso de Luz, som e efeitos cénicos, pela Academia Contemporânea do Espectáculo em 2009, tendo, mais tarde, frequentado a licenciatura em Arquitectura na Universidade do Porto. Começou por trabalhar como assistente a desenhos de luz de Nuno Meira, José Carlos Gomes, Jorge Ribeiro, Rui Monteiro e Pedro Vieira de Carvalho.

Nos últimos anos tem colaborado e desenhado luz para criações de Visões Úteis, Ana Luena, Gustavo Ciríaco, João Fiadeiro, João dos Santos Martins, Cyriaque Villemaux, Elisa Zuppini, Pascal Emmanuel Luneau, Cristina Carvalhal, Joana Africano, Sara Barbosa.


Adúlteros Desorientados
a partir de Juan José Millás

amanhã (Quinta-feira 12Nov)
às 22h no Bar Labirintho






“Adúlteros Desorientados”, adaptação da obra “Cuentos de adúlteros desorientados” de Juan José Millás, é mais uma incursão do Visões Úteis no teatro portátil - um monólogo divertido para um público descontraído mas exigente, concebido para possibilitar a relação directa entre criadores e público.

Texto: Juan José Millás

Tradução, dramaturgia e direcção: Ana Vitorino, Carlos Costa e Catarina Martins

Banda Sonora Original e Sonoplastia: João Martins

Desenho de Luz: José Carlos Coelho

Interpretação: Pedro Carreira








Labirintho
Livraria, Galeria de Arte, Café-Bar
Rua Nossa Senhora de Fátima, 334
Porto



Wednesday, 14 April 2010 03:24

Serviço Educativo - Próximas Actividades

Encontram-se abertas as inscrições para as actividades do Serviço Educativo do Visões Úteis:



AULAS DE TEATRO, com Ana Azevedo
A partir de 15 Janeiro 2010

Pretende-se abordar noções básicas de técnicas teatrais, explorando exercícios que consistem essencialmente no trabalho em grupo e no conhecimento pessoal. Estas aulas têm a particularidade de acompanharem os projectos da companhia, trabalhando temas que estão a ser explorados para a construção dos mesmos.

 

Destinatários: Jovens e adultos, a partir dos 14 anos

Local: Fábrica Social, no espaço do Visões Úteis, às Sextas das 18h30 às 20h30.

Preço: 25 euros /mês


Ana Azevedo nasceu em Vila Nova de Famalicão em 1979.

Formada no Balleteatro, Escola Profissional de Teatro do Porto e com pós-graduação em Texto Dramático da Faculdade de Letras do Porto. Frequentou, também, o Curso Superior de Tecnologias da Comunicação Audiovisual. Exerce a actividade de professora de teatro no Balleteatro e coordenadora do Serviço Educativo da Companhia Visões Úteis, onde também participa em alguns projectos como actriz.

 

--

--



WORKSHOP de VOZ, com Marina Freitas
De 4 Fevereiro a 17 Junho 2010

Pretende-se desenvolver as capacidades respiratórias, fonadoras, de articulação e de projecção vocal de cada formando, tendo em conta as suas características individuais. Desta forma os participantes poderão explorar e aperfeiçoar as suas competências de expressão e comunicação.

Destinatários: Maiores de 18 anos que dominem a língua portuguesa e utilizem a voz como ferramenta de trabalho na sua vida profissional.

Local: Fábrica Social, no espaço do Visões Úteis, às Quintas das 19h às 21h.

Preço: 20 euros (inscrição) + 40 euros x 5 meses

 

Marina Freitas nasceu no Porto em 1979.
É licenciada em Teatro / Estudos Teatrais com especialização em voz pela Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo do Instituto Politécnico do Porto.
Teve formação na área de voz com as seguintes pessoas: Maria João Serrão, António Salgado, Maria Luís França e Luís Madureira.
Lecciona cursos de voz falada desde 2003.

 

 

Para inscrições e informações mais detalhadas acerca dos conteúdos:
Visões Úteis
Fábrica Social
Rua da Fábrica Social s/n
4000-201 Porto
E-mail: This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it
Tlf: (+351) 22 200 6144


 

Wednesday, 14 April 2010 03:24

Boom & Bang - Estreia!


Estreia da 35ª criação Visões Úteis

Este é um espectáculo “portátil” em que vamos rir (para não chorar) com a crise financeira que abalou o mundo e que ainda mexe com o quotidiano de todos. A estreia, no Porto, é já no dia 26 Janeiro às 22h no Labirintho Bar, e se quiser também pode jantar connosco! As datas desta temporada são:

26, 27, 28 Janeiro

23, 24, 25 Fevereiro

23, 24, 25 Março

Sempre às 22h

no LABIRINTHO BAR

 

Labirintho Bar 

Rua Nossa Senhora de Fátima, 334
4050-426 Porto
Telf: (+351) 226 007 023





Boom & Bang
a partir de "The Power of Yes" de David Hare

Isto é uma nova espécie de socialismo. É o socialismo para os ricos. Para os outros está tudo na mesma. Só para os bancos é que há socialismo. O resto do pessoal continua tão à rasca como dantes. E é nesta altura que começamos a sentir uma certa sensação de injustiça, ou não é?”


Dramaturgia e Direcção - Ana Vitorino e Carlos Costa
Banda Sonora original e Sonoplastia - João Martins
Interpretação - Ana Vitorino, Carlos Costa e Pedro Carreira
Projecto Fotográfico - Paulo Pimenta
Coordenação Técnica e Operação - Luis Ribeiro
Produção Executiva - Joana Neto
Assistência de Produção - Helena Madeira
Design Gráfico - EntropiaDesign a partir de imagem de Ricardo Lafuente
Produção - Visões Úteis
Duração aproximada - 50 minutos

Classificação Etária - M12
Informações - 22 200 61 44






Sobre o projecto
Na sequência da crise económica que explodiu em Setembro de 2008, o National Theatre (Londres, Inglaterra) encomendou ao dramaturgo David Hare uma peça de teatro que se confrontasse com a referida situação e com os seus protagonistas. E desta forma David Hare dedicou vários meses não só ao estudo da situação mas também a entrevistas pessoais a banqueiros, economistas, especuladores, investidores, administradores, enfim, a todos aqueles que conheciam a história por dentro, desde que, naturalmente, estivessem dispostos a contá-la. O resultado final foi um texto rigoroso e complexo - em que se recusa qualquer desejo excessivo de dramatização e se procura antes contar uma história de ambição e ganância - intitulado “O poder do sim”, e bem a propósito sub-intitulado “Um dramaturgo tenta compreender a crise financeira”, cuja estreia mundial aconteceu, precisamente, no National Theatre de Londres, em Setembro de 2009.
Na versão do Visões Úteis “O Poder do sim” apresenta-se vocacionado para um contacto muito próximo com o público, através do trabalho de 3 actores que convocam uma pluralidade de protagonistas da crise financeira, sem esquecer uma imprescindível aproximação à realidade portuguesa, no que podemos classificar de um espectáculo extremamente divertido, apesar de não ter piada nenhuma! Ou por outras palavras, uma tragicomédia financeira completamente enraizada no nosso aqui e agora.


  • «
  •  Start 
  •  Prev 
  •  1 
  •  2 
  •  Next 
  •  End 
  • »
Page 1 of 2

Premiering / Available for Touring

Latest


Visões Úteis is funded by

Secretário de Estado da CulturaDirectorate-General for the Arts (DGARTES)

Visões Úteis is a member of

Plateia - Associação dos Profissionais das Artes CénicasIETM - International Network for Contemporary Performing ArtsAnna Lindh Foundation

Visões Úteis é associado

Associação dos Amigos do Teatro da Liberdade da Palestina - The Freedom Theatre e ZERO - Associação Sistema Terreste Sustentável