Visões Úteis

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Funding Displaying items by tag: Reclaim the Future
Tudo o que queria saber sobre o financiamento da actividade do Visões Úteis

Era uma vez...Teatro - "Epidemia Urbana"
Foto: APPC



No âmbito do projeto "Reclaim the Future / Exige o Futuro", em outubro lançámos candidaturas para uma “Bolsa para o Futuro” - um apoio financeiro à atividade das entidades, associações e coletivos de Campanhã que connosco construíram a “Parada Desatada” em julho passado.

As candidaturas decorreram até ao final de outubro, e é agora tempo de anunciar que decidimos conceder esta bolsa ao grupo de teatro "Era uma vez... Teatro", da Associação do Porto de Paralisia Cerebral!

Nascido no seio da APPC, este coletivo conta com 20 anos de existência e mais de 50 criações, entre outros projetos como a dinamização de Workshops de teatro inclusivo locais e nacionais ou a organização do Festival Extremus (já com 12 edições).

O valor da Bolsa para o Futuro que agora entregamos contribuirá para viabilizar a compra de material técnico que não só permitirá aumentar a autonomia deste grupo nas suas apresentações, como ajudará a contornar algumas das dificuldades específicas dos seus intérpretes.

Published in News

"Exige o Futuro" / Foto: Hugo Martins

Foto: Hugo Martins


Esta semana o investigador Pedro Rocha, que no projeto “Exige o Futuro” desenvolveu um trabalho de Cartografia Social em Campanhã, partilhará algumas das teorias e práticas desta área da Sociologia num workshop destinado a professores, educadores, formadores, técnicos de ação social e outros profissionais interessados das escolas, institutos e entidades daquela freguesia que connosco colaboraram.

O Workshop de Teorias e Práticas da Cartografia Social, de frequência gratuita, acontece a 25 e 26 de outubro nos espaços de dois importantes parceiros do projecto: o Auditório do Agrupamento de Escolas do Cerco e o Auditório do Instituto de Emprego e Formação Profissional.

Nesta formação pretende-se transmitir o conhecimento teórico sobre a Cartografia Social, em conjunto com formas e metodologias da sua aplicabilidade, oferecendo assim um instrumento de trabalho e de exercício ativo junto de comunidades sociais e educativas.
A Cartografia Social permite um exercício coletivo de reconhecimento do ambiente socio-territorial através da construção de mapas de forma colaborativa, permitindo aos seus participantes uma compreensão da sua própria realidade. A construção deste conhecimento é conseguida através de um mapeamento, que destaca diferentes tipos de informação reunida para atingir uma determinada imagem coletiva do espaço vivido. 

Published in News
Monday, 23 October 2017 18:35

Simpósio "Porous Borders" - Balanço

"Porous Borders" Apresentação Inês de CarvalhoFoto: Chase Angier

 

No passado dia 13 de outubro, Inês de Carvalho esteve em Praga, para apresentar o projeto “Reclaim the Future / Exige o Futuro" no simpósio "Porous Borders – entre conceito e experiência: novos métodos em curadoria e ideias inspiradoras que conduzem à criação de fortes experiências participativas".

No âmbito das celebrações do 50º Aniversário da Quadrienal de Praga, o simpósio Porous Borders dedicou-se a uma reflexão inspirada na ideia de fronteira e de porosidade. Considerando o conceito de “fronteira” – configurada como real ou ficcional, política ou cultural, conceptual ou concreta – como mote para uma conversa sobre como os desenvolvimentos locais e globais criam tensões ao mesmo tempo que levantam questões sobre identidades e valores - identidade pessoal, a identidade de toda uma sociedade -, e como estes conceitos influenciam o trabalho do design para performance.

Foi, assim, uma excelente oportunidade para partilhar com a comunidade internacional um exemplo de curadoria no âmbito das práticas artísticas portuguesas, com uma apresentação intitulada "Reclaim theFuture - (re)connecting at the edge of Now / Exige o Futuro – (re)conexão na orla do Presente”. Implementado em Campanhã, uma zona periférica do Porto, Portugal, país geograficamente periférico à Europa, “Exige o Futuro” centra-se nos temas: identidade, mobilidade, acessibilidade à cultura, cruzamentos e (re)ligações de linhas - visíveis e invisíveis -, que criam fronteiras mas também pontes. Temas estes que dialogam já dinamicamente com os temas propostos pelo Porous Borders.

O simpósio contou com a participação de mais de 200 cenógrafos, curadores, investigadores das muitas áreas cruzadas pelas artes performativas de mais de 50 países de todo o mundo. Um contexto adequado para se falar de processos colaborativos que atravessam países, os desafios que surgem pelos caminhos e o retorno da criação internacional.

Este evento teve lugar no contexto de preparação do projecto da PQ19 – ‘Prague Quadrennial of Performance Design and Space’-, a maior exposição e festival internacional dedicado à cenografia e design para performance e arquitectura – que entende a performance design como lugar colaborativo onde artistas de diferentes disciplinas se misturam, dissolvendo linhas, separações e categorias, na procura de novas abordagens e visões. Como forma de arte que se centra na criação de ambientes activos ou activados pela performance, o design pode-se tornar uma missão, questão, argumento, ameaça, uma resolução ou um agente para a transformação.

Pela voz da sua directora artística Marketa Fantová e pela equipa de curadores que reuniu foi anunciada a tríade temática da próxima edição: IMAGINATION / TRANSFORMATION / MEMORY, que fará a PQ regressar ao emblemático Industrial Palace.

Published in News

Simpósio "Porous Borders"

 

De 12 a 14 de outubro estaremos em Praga para participar no Simpósio “Porous Borders”, promovido pela Quadrienal de Praga, que terá a sua próxima edição em 2019.

A Quadrienal convidou curadores, profissionais de teatro, professores e investigadores de todo o mundo a partilharem as suas ideias sobre os temas das fronteiras e das identidades e valores nacionais. Um debate que tem no seu cerne o modo como o trabalho em artes performativas, onde a linha entre realidade e imaginação é tantas vezes difusa, pode criar novas experiências que ultrapassam os limites da própria realidade quotidiana.

Neste encontro, onde se discutirão ainda os 50 anos de trabalho da Quadrienal, estará Inês de Carvalho que partilhará, na sessão de dia 13 de outubro, a recente experiência do projeto “Exige o Futuro” e o trabalho com as comunidades de Campanhã para a construção da “Parada Desatada”.

Published in News
Friday, 06 October 2017 10:47

"Bolsa para o Futuro" - Candidaturas

"Exige o Futuro - Parada Desatada" / Foto: Hugo Martins

 

Este mês regressamos ao projeto "Reclaim the Future / Exige o Futuro", com algumas atividades que dão sequência ao trabalho desenvolvido em Campanhã na primeira metade do ano.

Começamos pela abertura de uma “Bolsa para o Futuro”, com a qual pretendemos dar algum apoio financeiro à atividade das entidades, associações e coletivos de Campanhã que connosco construíram a “Parada Desatada” de “Exige o Futuro”, em julho passado. 

Este apoio pode destinar-se à aquisição de equipamento, desenvolvimento de projetos, acesso a formação específica ou outra necessidade.

As candidaturas decorrem ao longo do mês de outubro; em novembro escolheremos o candidato ou candidatos a apoiar.

Published in News
Sunday, 17 September 2017 10:30

"Exige o Futuro" no II EIRPAC

II EIRPAC


Nos próximos dias 19, 20 e 21 de setembro decorre no Porto a segunda edição do EIRPAC - Encontro Internacional de Reflexão sobre Práticas Artísticas Comunitárias.

Integrado no MEXE IV - Encontro Internacional de Arte e Comunidade, promovido pelo coletivo PELE, o EIRPAC junta artistas e investigadores em torno da discussão de exemplos de práticas artísticas em contextos comunitários, seus desafios, armadilhas e resultados.

No dia 21 de setembro (5ª feira) participamos na conversa “Diálogos com o território: cidade e espaço público”, que acontecerá no Teatro Carlos Alberto entre as 10h45 e as 12h30. Nesta roda de debate, que terá moderação de Isabel Bezelga e Evelyn Lima, Inês de Carvalho falará da experiência de “Exige o Futuro”, nomeadamente do seu trabalho em Campanhã para a construção da “Parada Desatada”.

Consulte aqui toda a programação do II EIRPAC.

Coorganização: Instituto de Estudos de Literatura e Tradição da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (IELT/FCSH UN), Centro de História da Arte e Investigação Artística da Universidade de Évora (CHAIA/UE), Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Politécnico do Porto (ESMAE/IPP), Escola Superior de Teatro e Cinema do Instituto Politécnico de Lisboa (ESTC/IPL), Centro de Investigação em Artes e Comunicação da Universidade do Algarve (CIAC/UA), Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEP/UP) e PELE (Espaço de Contacto Social e Cultural).

Published in News
Tuesday, 08 August 2017 17:10

"Reclaim the Future" - Evento na Letónia

Dirty Deal Teatro - 10 anos

 

"Exige o Futuro" no Porto teve lugar no passado mês de julho, mas o projeto "Reclaim the Future" continua, com atividades paralelas que desenvolveremos ao longo dos próximos meses e com os eventos nacionais dos restantes três parceiros.

Este mês viajamos até Riga para participar no evento desenvolvido pelo parceiro letão Dirty Deal Teatro - uma celebração a 9, 10 e 11 de agosto que se cruza com a comemoração do décimo aniversário desta companhia.

A programação inclui conferências sobre o futuro, peformances, a criação de um "museu do aborrecimento" e a realização das fotografias letãs de "desejos para o futuro", que se juntarão às imagens suecas e portugesas já registadas. Nos dias 12 e 13 haverá ainda lugar a um workshop sobre o trabalho artístico com comunidades, orientado pelos parceiros sueco (Teatermaskinen) e francês (Compagnie des Mers du Nord) deste projeto.

Published in News

Cartaz "Exige o Futuro" / Design: Cristóvão Carvalheiro

 

É já na próxima semana que levamos a Campanhã o evento português do projeto europeu "Reclaim the Future", em coprodução com a Câmara Municipal do Porto e no âmbito do programa Cultura em Expansão.

"Exige o Futuro" propõe três dias de atividades gratuitas - uma conferência, encontros, dois espetáculos de teatro e uma Parada no espaço público construída por e com a comunidades locais.

Confira aqui todo o Programa e os detalhes das várias atividades!

Published in News
Monday, 03 July 2017 10:53

Exige o Futuro / Reclaim the Future

Reclaim the Future - Exige o Futuro

 

"Reclaim the Future" is a 2 year European project that brings together partners from Sweden, Portugal, France, Scotland and Latvia. Inspired by the theme of the Carnivals and the change that they allow for, the project aims at giving voice to several european peripheries, finding ties bewtween arists and communties geographicaly distant from each other.

The “Reclaim the Future” event in Portugal, “Exige o Futuro”, was created by Visões Úteis in a coproduction with Porto’s City Council, through the “Expanding Culture” programme. It was inspired by the company’s long relationship with Porto’s area of Campanhã – the most eastern part of the city, and one that faces many economic and social challenges.

The Portuguese event, which happened on the 13th, 14th and 15th of july 2017,  aimed at giving public visibility to the work of agents, entities, collectives and associations of Campanhã, as well as to promote the meeting of these groups between themselves and with international groups and artists that develop similar work.

The first day was fully dedicated to a conference entitled “Of the same sort” held at MIRA Art Gallery. Artists, researchers and members of local communities gathered during the morning and afternoon to discuss the nature, purpose and results of art developed within a community context. The conference was simultaneously translated into English, to allow for the participation of all international partners.

Day 2 of the Portuguese event was divided into two activities:

“Europe is here” – a series of meetings between the international partners and local agents (artists, entities, associations) developing their projects in Campanhã area. The “matches” were made taking into consideration the similarity of interests and projects of both sides.

“Renewing the Piece” – the two plays exchanged between Visões Úteis and Swedish partner Teatermaskinen were publicly presented on this evening: Visões Úteis’s adapation of the Swedish show “C’est Tout”, based on a text by Marguerite Duras, and Teatermaskinen’s version of Visões Úteis’ original play “trans/mission” (presented in its English version).

And finally, on day 3, the central moment of the whole event took place – the “Unleashed Parade”! Created with and by the local communities during the previous months, the Parade was a two-hour long path across a public space, involving the participation of around 200 people living and/or working in Campanhã. A path filled with music, dance, theatre, space interventions, designed to highlight the different talents of all the participants, and recuperate the joy of meeting, and of sharing a common space.

In the year following this Carnival, a variety of activities included in “Exige o Futuro” will continue to be developed, such as a documentary video, a grant for community projects, a book, a Social Cartography workshop, among others.

 

Curadoria 

Carlos Costa

Direção da Parada Desatada 

Inês de Carvalho

Direção da versão portuguesa de “C’est Tout” 

João Martins

Codramaturgia da versão sueca de “trans/missão” 

Ana Vitorino

Direção da intervenção dos Bufões 

Rui Paixão

Conceção e Coordenação da conferência “Da mesma laia” 

Jorge Palinhos

Realização e Guião “10 Conversas com o Futuro” 

Nuno Santos

Realização, Captação de imagem e Edição “10 Conversas com o Futuro” 

Sara Allen

Realização, Captação de som e Edição “10 Conversas com o Futuro”

Alexandra Allen

Mediação com as comunidades

Márcia Andrade

Cartografia social

Pedro Rocha

Coordenação da participação do Serviço Educativo

Ana Azevedo

Coordenação de Produção e Produção Executiva

Teresa Camarinha

Direção técnica

José Diogo Cunha e Vasco Santos

Design gráfico

Cristóvão Carvalheiro

Assessoria de imprensa

Joana de Belém

Assistência de produção

Rosa Lopes Dias

Criação e Produção

Visões Úteis

 


Reclaim the Future / Foto: Teatermaskinen

                                                                                                                                                                          foto: Teatermaskinen

 

Está quase a estrear o primeiro evento nacional do projeto “Reclaim the Future” na Suécia, e incluída na sua programação de dois dias estará a apresentação da adaptação que os Teatermaskinen desenvolveram da nossa criação original “trans/missão” de 2015.

O guião original de Ana Vitorino, Carlos Costa e João Martins foi traduzido para inglês e adaptado pelo diretor Jonas Engman, que construiu uma versão onde o espírito bufão, presente em todo o “Carnaval” de Riddarhyttan, contamina o espetáculo, traduzindo-se numa mordaz crítica às dificuldades em “fazer”, agora num contexto local e nacional muito diferentes do original.

O Visões Úteis colaborou com os Teatermaskinen na abordagem dramatúrgica e apoiará também a fase final da encenação da “trans/missão” sueca, trabalhando já em Riddarhyttan a partir de 11 de junho com o diretor e os dois atores suecos – Anders Olsson e Berit Engman.

A troca de espetáculos para reconstrução é uma das atividades centrais do projeto “Reclaim the Future”; por cá adaptaremos a criação “C’est Tout” do coletivo sueco, uma performance-instalação a partir do texto homónimo de Marguerite Duras, que terá direção de João Martins. Durante o evento português de “Reclaim the Future” os dois espetáculos serão mostrados ao público na noite de 14 de julho, no MIRA FORUM.

Published in News
Page 2 of 3

Visões Úteis is funded by

Secretário de Estado da CulturaDirectorate-General for the Arts (DGARTES)

Visões Úteis is a member of

Plateia - Associação dos Profissionais das Artes CénicasIETM - International Network for Contemporary Performing ArtsAnna Lindh Foundation

Visões Úteis é associado

Associação dos Amigos do Teatro da Liberdade da Palestina - The Freedom Theatre e ZERO - Associação Sistema Terreste Sustentável